The story of a shipwrecked sailor named Sergio Moro

On the rise and fall (for now) of Operation Car Wash’s patron in Brazil

Daniel Cerqueira*

Originally published in Global Americans

See Portuguese and Spanish versions.

Just over a year ago, many Brazilians were surprised by Jair Bolsonaro’s appointment of then Federal Judge Sergio Moro as Minister of Justice and Security. Up until then, the judge who convicted former President Lula da Silva had often said that his vocation was the law and not politics, but he explained his change of heart by asserting that this was a technical position and that there was a need to promote reforms and ensure the continuity of anti-corruption efforts. Moro’s joining the administration lent significant political capital to Bolsonaro, whose approval ratings were consistently lower than those of the former judge. Together with Economy Minister Paulo Guedes, Moro helped to secure the acceptance of the administration by an important segment of Brazil’s middle and upper classes.

Seguir leyendo

Relato de um náufrago chamado Sergio Moro

Sobre a ascensão e queda (por enquanto) do padroeiro da Lava Jato

Daniel Cerqueira*

Publicado originalmente em Global Americans. 

Veja versões em espanhol e inglês.

Há pouco mais de um ano, muitos brasileiros se surpreenderam com a nomeação do então juiz federal Sergio Moro como Ministro da Justiça e Segurança Pública por Jair Bolsonaro. Até então, Moro costumava afirmar em entrevistas que sua vocação eram as leis e não a política, mas justificou a mudança de critério alegando que o cargo de ministro tem um perfil técnico e pela necessidade de alavancar reformas e garantir a continuidade dos esforços de combate à corrupção. A entrada de Moro no governo rendeu um importante capital político a Bolsonaro, cuja aprovação sempre foi inferior à do ex-juiz. Juntamente com o Ministro da Fazenda, Paulo Guedes, Moro era uma espécie de fiador de aceitação do governo por uma parte considerável das classes média e alta.

Seguir leyendo

Relato de un náufrago llamado Sergio Moro

A propósito de la ascensión y caída (por ahora) del patrono de Lava Jato en Brasil

Daniel Cerqueira*

Publicado originalmente en Global Americans.

Ver versiones en inglés y portugués.

Hace poco más de un año, muchos brasileños se sorprendieron con el nombramiento del entonces Juez Federal Sergio Moro como Ministro de Justicia y Seguridad por parte de Jair Bolsonaro. Hasta este momento, el juez que condenó al expresidente Lula da Silva solía declarar que su vocación eran las leyes y no la política, pero justificó el cambio de criterio afirmando que el cargo de ministro tiene un perfil técnico y por la necesidad de impulsar reformas y garantizar la continuidad de los esfuerzos de combate a la corrupción. El ingreso de Moro al gobierno rindió un importante capital político a Bolsonaro, cuya aprobación siempre estuvo por debajo de la del exjuez. Al lado del Ministro de Economía Paulo Guedes, Moro fue una suerte de fiador de aceptación al gobierno por una parte importante de las clases media y alta de Brasil.

Seguir leyendo

As irregularidades no processo que condenou Lula

Luis Pásara*

Lava Jato foi o caso que levou Luis Inácio Lula da Silva à prisão e que o impediu de disputar novamente a presidência do Brasil numas eleições em que era favorito. Sua inabilitação abriu caminho ao triunfo do atual presidente Jair Bolsonaro, quem, após ser eleito, nomeou como Ministro da Justiça o juiz Sergio Moro, responsável pelo processo onde se condenou o ex presidente. Em 9 de junho uma reportagem jornalística de investigação do The Intercept denunciou sérias irregularidades no caso. Indica-se como fonte da reportagem documentos que incluem comunicações privadas, entregues por uma fonte anônima.

Seguir leyendo

Las irregularidades en el proceso que condenó a Lula

Luis Pásara*

Lava Jato fue el caso que llevó a Luis Inácio Lula da Silva a prisión y que le impidió postular nuevamente a la presidencia de Brasil en una competencia en la que era favorito. Su inhabilitación abrió paso al triunfo del actual presidente Jair Bolsonaro, quien luego de su elección designó como ministro de Justicia al juez a cargo del caso en el que se le condenó, Sergio Moro. El 9 de junio un informe periodístico de investigación de The Intercept denunció serias irregularidades en el caso. Se señala como fuente del informe un conjunto de documentación que incluye comunicaciones privadas y ha sido provisto por una fuente anónima.

Seguir leyendo